"Nenhum árbitro deve estar contente e o Conselho de Arbitragem também não"

bancada.pt 61 days ago

"Não podemos compactuar com isto e não ver aquilo que toda a gente vê", diz Sporting

O Sporting exige que as arbitragens no futebol nacional tenham outro critério e diz que não irá alinhar com o contexto atual. Pela voz de Miguel Braga, responsável pela Comunicação verde e branca, os leões dizem que é necessário que as regras sejam determinadas e aplicadas no terreno de jogo.

"Não podemos compactuar com isto e não ver aquilo que toda a gente vê", avisou o porta-voz dos leões, sustentando que já por duas vezes consecutivas em jogos do Benfica "o VAR inexplicavelmente não atua e tem influência direta no resultado e nos pontos conquistados pelo Benfica".

Para Miguel Braga, "é suposto só existir um critério" e, por isso, recorda o jogo do Sporting diante do Boavista no Estádio do Bessa quando os leões foram derrotados pelos axadrezados.

"Temos de recordar a última jornada em que se assinalou um penálti no Bessa que marcou a nossa derrota, em que existiu um toque, um jogador a desmaiar, a dar muitas voltas e João Pinheiro a não ter dúvidas. É um penálti à portuguesa, que discordámos, mas que tentámos, com dificuldade, aceitar o critério", destacou o porta-voz leonino.

Pelo contrário, o responsável verde e branco diz que o clube liderado por Frederico Varandas não aceita que o critério possa mudar de acordo com "as camisolas" dos clubes.

"Não podemos aceitar é que este mude ao sabor das camisolas. Esta é uma falta pior do que a que o Esgaio alegadamente faz, e é incompreensível como não é assinalado", disse Miguel Braga, reportando-se a uma situação de jogo em que o vitoriano André André caiu na área do Benfica depois de um lance com Florentino Luís.

"É o segundo jogo em que o Benfica é beneficiado por erros humanos do VAR, que tem esta ajuda miraculosa. Num evitou a derrota e no outro deu os argumentos para a vitória", afirmou Miguel Braga.

Em declarações na Sporting TV, o porta-voz verde e branco sustentou ainda que acredita, nesta altura, que "nenhum árbitro deve estar contente" e "o Conselho de Arbitragem também não com esta falta de critério".

Miguel Braga assegurou ainda que o Sporting não irá justificar qualquer desaire com as decisões tomadas pelas equipas de arbitragem.

"Tem sido apanágio dos nossos rivais, cada vez que perdem, dizer que a culpa é de todos, menos da equipa. Nós não temos feito isso esta época, em que apesar de perder jogos o Sporting não veio criticar dessa forma as arbitragens", disse Miguel Braga.

"A dualidade de critério é o que nós nos queixamos", concluiu o responsável pela Comunicação no emblema liderado por Frederico Varandas.